Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

Cruzeiro Ventura

Autor da fotografia: José Carvalho

O Ventura, um navio de 290 metros de comprimento e 116.017 toneladas que tem capacidade para 3.100 passageiros e 1.200 tripulantes, trouxe a Lisboa 13.028 passageiros em quatro escalas, o que equivale a 8,3% do total de passageiros do porto no primeiro semestre, 13.013 deles em escala, a que se juntaram 11 embarques e quatro desembarques.

O Independence of the Seas, por sua vez, somou 11.341 passageiros (7,22% do total) em três escalas, 11.316 em trânsito, 12 embarques e 13 desembarques.

Já o movimento dos navios da Pullmantur foi essencialmente de passageiros em turnaround (que começam e/ou acabam as viagens em Lisboa).


O Atlantic Star somou 4.690 embarques e 4.694 desembarques em nove escalas e o Pacific Dream somou 4.139 embarques e 3.493 desembarques em cinco escalas.

No ranking pelo total de passageiros em Lisboa no primeiro semestre, depois do Atlantic Star e do Pacific Dream surgem o Crown Princess, da Princess Cruises, com 6.959 passageiros (4,43% do total) em duas escalas, o Costa Mágica, da Costa Cruises, com 5.829 (3,71%) em duas escalas, o Funchal, da Classic International Cruises, com 5.289 (3,37%), em oito escalas, o Costa Mediterranea, dos Costa Cruises, com 4.245 (2,7%), em duas escalas, o Balmoral, da Fred Olsen, com 3.889 (2,48%), em três escalas, e o Arcadia, da P&O Cruises, com 3.807 (2,42%), em duas escalas.

Os dados da APL indicam que nos primeiros seis meses deste ano 80 navios realizaram 128 escalas em Lisboa, com um total de 157.030 passageiros, 123.467 deles em trânsito, 17.909 embarques e 15,654 desembarques.

O Porto de Lisboa terminou o primeiro semestre com uma quebra de 9% em número de escalas, pelo decréscimo das escalas em trânsito em 27%, para 85, enquanto nas operações em turnaround houve um aumento de 79%, para 43.

“A diminuição do número de escalas em trânsito fica a dever-se, essencialmente, a factores externos ao porto de Lisboa, como seja a grande oferta de novos destinos que leva a que os operadores reposicionem com alguma frequência os seus navios em portos diferentes de forma a diversificar o produto que oferecem aos seus clientes”, diz a APL no balanço dos primeiros seis meses deste ano, acrescentando que o decréscimo também reflecte “o abrandamento registado a nível mundial na indústria do turismo em 2009, que se reflectiu, igualmente, no sector dos cruzeiros”.

O balanço sublinha ainda que oito dos 80 navios que escalaram Lisboa no primeiro semestre, designadamente o Atlantic Star, o Tahitian Princess, o Celebrity Solstice, o Eurodam, o Princess Daphne e o National Geographic Explorer fizeram-no pela primeira vez, bem como o AIDAluna e o Costa Luminosa, que visitaram Lisboa nas suas viagens inaugurais.

O Tahitian Princess, da Princess Cruises, fez uma escala com 599 passageiros, o Celebrity Solstice, da Celebrity Cruises, fez uma escala com 2.753 passageiros, o Eurodam, da Holland America Line, fez uma escala com 2.013 passageiros, o Princess Daphne, da Clasica International Cruises fez uma escala com 511 passageiros, o National Geographic Explorer, da Lindblad Expeditions, fez uma escala na qual desembarcaram 126 passageiros, o AIDAluna, da Aida Cruises, fez duas escalas com 3.590 passageiros, e o Costa Luminosa, da Costa Cruises, fez uma escala com 2.422 passageiros.

Em número de passageiros, o primeiro semestre saldou-se por uma quebra de 5% , pelo decréscimo dos trânsitos, de 147.400 para 123.467, que não foi totalmente compensado pelo aumento dos passageiros em turnaround, em 94%, para 33.563.

Este crescimento, de acordo com o balanço da APL, deveu-se à operação da Pullmantur, cujos navios  Atlantic Star e Pacific Dream realizaram 14 escalas que representaram um total de 17 016 passageiros embarcados/ desembarcados, “na sua maioria portugueses e espanhóis”.

“Sendo o segmento de turnaround o mais vantajoso para o porto de Lisboa, a operação realizada pela Pullmantur reveste-se de uma importância acrescida, para além do facto de não se realizar em Lisboa, desde o ano de 2000, operação semelhante”, sublinha ainda o documento.

 

Para mais informação consulte: http://www.vigoenfotos.com/b_ventura_cruise_1.pt.html

Para quem já não se lembra dos grandes navios Portugueses, consulte: http://navios.no.sapo.pt/alfabp.html


publicado por José A. Carvalho às 19:18
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 2 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Técnicas de Vendas - Reso...

. Técnicas de Vendas - Reso...

. 31ª Concentração Internac...

. 21º Encontro Europeu Harl...

. Profissão - Pescador

. XVII Gala dos Globos de O...

. Seixal Moda 2012

. Rally de Portugal 2012 - ...

. 22ª Meia Maratona de Lisb...

. Feira da Ladra - Retalhos...

.arquivos

. Abril 2013

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

.links

SAPO Blogs

.subscrever feeds

free counters